Cooperadores de Deus

Porque de Deus somos cooperadores; lavoura de Deus, edifício de Deus sois vós. I Cor. 3:9.

O Espírito Santo deve ser o instrumento vivo para convencer do pecado. O agente divino apresenta ao orador os benefícios do sacrifício feito na cruz; e ao ser a verdade posta em contato com as almas presentes, ganha-as Cristo para Si mesmo e opera para lhes transformar a natureza. Ele está pronto para nos ajudar nas fraquezas, para nos ensinar, dirigir e inspirar com ideias de origem celestial.

Quão pouco podem os homens fazer na obra de salvar almas, e no entanto quanto poderão fazer por meio de Cristo, se forem imbuídos com Seu Espírito! O mestre humano não pode ler o coração dos seus ouvintes, mas Jesus concede a graça de que cada alma necessita. Ele conhece a capacidade dos homens, as suas fraquezas e a sua força. O Senhor está operando no coração humano, e o ministro pode ser para as almas que lhe estão ouvindo as palavras um cheiro de morte para morte, desviando-as de Cristo; ou, se for consagrado, devoto, se não confia em si mesmo, mas olha para Jesus, pode ser um cheiro de vida para vida para as almas que já estão sob o poder convencedor do Espírito Santo, e em cujo coração o Senhor está preparando o caminho para as mensagens que Ele tem dado ao agente humano. Assim é tocado o coração do descrente, e ele atende à mensagem da verdade.

Somos cooperadores de Deus. (I Cor. 3:9.) As convicções implantadas no coração, e a iluminação do entendimento pela entrada da Palavra operam em perfeita harmonia. A verdade apresentada à mente tem o poder de despertar as energias adormecidas da alma. O Espírito de Deus, ao trabalhar no coração, coopera com a operação de Deus por meio de Seus instrumentos humanos.

Repetidas vezes tem-me sido mostrado que o povo de Deus, nestes últimos dias, não podia estar seguro confiando em homens e fazendo da carne o seu braço. A poderosa talhadeira da verdade tem-nos arrancado do mundo como pedras rústicas que devem ser desbastadas, esquadrejadas e polidas para o edifício celestial. Devem ser lavradas pelos profetas com reprovações, advertências, admoestações e conselhos, para que possam ser ajustadas segundo o Modelo divino. Esta é a obra específica do Confortador – transformar o coração e o caráter para que os homem possam andar no caminho do Senhor. Home Missionary, 1º de novembro de 1893.

Comments

comments

Powered by Facebook Comments


Copyright © 2011 - Todos os Direitos Reservados | Igreja Adventista do Sétimo Dia | iDSA